Contratando o colaborador ideal

Todo processo que envolve o recrutamento de mais mão de obra requer tempo, dinheiro e energia. E sempre há a possibilidade do candidato não se adaptar bem à vaga, o que pode ser bem desgastante para o gestor. Por esse motivo, trouxemos algumas dicas para contratar o colaborador ideal para a sua empresa.

1. Use sistemas de contratação on-line.
Estamos no século XXI. Hoje, para poupar tempo, essa é uma dica muito importante. Utilizar redes sociais e sites especializados na busca de candidatos ajuda o gestor a fazer a triagem inicial de currículos, fornecendo os melhores resultados. Aproveite esse tempo extra para preparar uma entrevista de qualidade 😉

2. Analise a vaga.
Você já deve ter passado por isso: Navegando em um site de empregos e candidatos, encontrou uma vaga em que a pessoa que teria que assoviar, chupar cana e tocar gaita ao mesmo tempo, tendo o conhecimento de um cientista da NASA e recebendo um salário mínimo por mês. Vagas assim causam estranheza não só nos candidatos como na sua equipe. Então evite criar vagas de sete cabeças e, se isso for realmente necessário, tenha certeza de que pode pagar por um profissional à altura.

3. Estipule o que você está procurando.
É muito importante que você defina exatamente o que está procurando em um candidato e isso não significa apenas buscar uma pessoa que tenha ambições parecidas com a vaga ofertada mas também se sua personalidade e ideais se enquadram com a cultura organizacional da empresa. Lembre-se que um dos critérios para manter a equipe motivada e interessada é o clima organizacional! Então, basicamente, verifique se você precisa de alguém extrovertido ou introvertido, que goste de liderar ou fica confortável sob o comando de alguém, inovador ou tradicional, etc.

4. Analise os currículos.
Você seguiu as duas primeiras dicas e, agora, tem vários currículos para analisar. Ótimo! Faça anotações de curiosidades e dúvidas para serem esclarecidas na entrevista. Analise a facilidade de acesso do candidato ao local de trabalho, verifique suas experiências anteriores e se ele fez cursos complementares, por exemplo.

5. Vai fazer uma entrevista coletiva?
Entrevistas coletivas são boas para mostrar como cada candidato se comporta em equipe e trabalhando sob pressão. Proponha atividades que possam ser observadas de longe e diálogos para avaliar as relações entre os candidatos. Isso ajuda a tirar conclusões sobre cada candidato na hora de contratar o colaborador ideal.

6. Entrevistas individuais.
Esse é o momento de deixar a pressão de lado e tentar deixar o candidato o mais à vontade possível. Dessa forma, você receberá respostas e informações mais transparentes, o que ajudará a, de fato, conhecer cada um dos entrevistados. Use o currículo dele como pauta para a entrevista e não se esqueça de tirar as dúvidas e curiosidades que você anotou na dica número 4. Além disso, informe o candidato sobre a cultura da empresa e peça para que ele fale um pouco sobre sua vida pessoal. Isso pode ajudar a chegar a uma decisão. Outra dica é trazer alguém do departamento para o qual está contratando para acompanhar a entrevista. Isso ajuda a quebrar o gelo e faz com que contratar um colaborador ideal seja uma tarefa mais fácil.

Depois disso, é só decidir quem se saiu melhor na entrevista. Mas não esqueça de guardar os currículos dos candidatos que não foram selecionados. Crie um banco de dados com essas informações. Assim, se o colaborador, por algum motivo, não permanecer na equipe nos primeiros meses, você não precisará voltar à primeira etapa do recrutamento!

Contratando o colaborador ideal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *